Ministro suspende ADC e Lula continuará preso na carceragem da PF

O ministro atendeu o pedido dos novos advogados do PEN

Com a decisão, a liminar que poderia levar à soltura de Lula, não será levada ao plenário do STF amanhã.

Marco Aurélio Mello, ministro do STF, acatou (agora à noite) o pedido dos advogados do Partido Ecológico Nacional e suspendeu (pelo período de 5 dias) a ADC nº 43 (Ação Declaratória de Constitucionalidade) em que o partido pedia o fim das prisões de condenados após 2ª instância.

O PEN repudiou a atitude do advogado Antônio Carlos Almeida Castro, o Kakay, e nomeou novos advogados para o caso.

“Considerada a notícia veiculada pelo requerente no sentido da substituição da representação processual, mediante a apresentação de instrumento de procuração, e presente a formalização de pedido certo e determinado, o acolhimento do que requerido revela-se medida adequada e razoável. Defiro o pedido de suspensão do processo, no estágio em que se encontra, pelo prazo assinalado”, assinalou Marco Aurélio no despacho.

Ou seja, Lula continua em Curitiba […] pelo menos por enquanto!


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
WHATSAPP
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!