Tratados como ‘bandidos’, jornalistas têm redes sociais bloqueadas a mando de Moraes

Amanda Nunes Brückner | 27/05/2020 | 3:13 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Enquanto isso, Lula continua tuitando …

Além de autorização o cumprimento de mandados de busca e apreensão no inquérito das Fake News no STF, o ministro Alexandre de Moraes também determinou o bloqueio das contas nas redes sociais de ativistas de direita.

Moraes alegou que “o bloqueio de contas em redes sociais, (…) é necessário para a interrupção dos discursos com conteúdo de ódio, subversão da ordem e incentivo à quebra da normalidade institucional e democrática”.

Os influenciadores alvos da medida são Allan dos Santos, Bernardo Kuster, Edson Salomão, Eduardo Fabris Portella, Enzo Momenti, Marcelo Stachin, Marcos Bellizia, Rafael Moreno, Paulo Bezerra, Rodrigo Ribeiro e Sara Giromini.

Os empresários são Edgard Corona, Luciano Hang, Otavio Fakhoury, Reynaldo Bianchi Júnior e Winston Lima.

Além disso, os investigados foram alvos de busca e apreensão e deverão ser ouvidos pela Polícia Federal em 10 dias.


PGR reage

O Procurador Geral da República, Augusto Aras, pediu ao ministro Edson Fachin a suspensão do inquérito das fake news no STF.

Aras fez o pedido e alegou não ver crime nos posts em redes sociais dos alvos da operação e considera “desproporcionais” as medidas de bloqueio das contas em redes sociais.


 

 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.