• busca por palavra (s)
  • Tiro no pé? Trump pode atacar a Coreia e sofrer um contra-ataque da China


    Especialistas em política internacional alertam que a China não tem um interesse particular que justifique um conflito com a Coreia do Norte

    A posição de Xi Jinping (apesar de não declarada oficialmente) está mais próxima da Rússia do que dos Estados Unidos.

    O presidente chinês demonstrou que tem intenções de adotar o ‘estilo diplomático’ para resolver conflitos mundiais.

    Xi não está confortável com a impulsividade do presidente norte-americano, que já declarou que está disposto a agir sozinho no controle de armas nucleares da Coreia do Norte.

    O ministério das relações exteriores do país divulgou uma advertência dirigida ao secretário de Estado Rex Tillerson alertando-o para que tome cuidado com suas palavras:

    “Suas ameaças correm o risco de desencadear um confronto devastador.”

    Na manhã de ontem (26), o presidente chinês exigiu que Trump remova o sistema de defesa antimíssil THAAD implantado em Seul, capital da Coreia do Sul.

    Geng Shuang (porta-voz de Xi Jinping) afirmou que a implantação do THAAD fere os interesses de segurança nacional na China:

    “A China pede que os Estados Unidos e a Coreia do Sul suspendam as ações em Seul ou tomaremos medidas necessárias e drásticas ” finalizou.

    Vale ressaltar que a China é a terceira maior potência bélica do planeta, ficando atrás apenas dos russos e dos americanos.


    publicidade



    error: Conteúdo protegido !!