Temer leva uma invertida de Rodrigo Maia: “No meu galinheiro, sou eu que canto de galo”


O governo anunciou ontem (19) para a imprensa uma suposta agenda legislativa “prioritária” depois de a reforma da Previdência foi praticamente cancelada no Congresso com o anúncio da intervenção federal no Rio. A lista anunciada é composta por 15 itens.

Além do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, participaram do anúncio os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Dyogo de Oliveira (Planejamento).

Vamos aos fatos […]

A função do Executivo (Michel Temer e seus ministros) é governar e e administrar os interesses públicos […] pautar agenda do legislativo cabe somente ao presidente da Câmara […] e ele deu o grito!

“A nova pauta apresentada pelo governo é um equívoco, além de um desrespeito ao Congresso e um abuso.” disse.

Maia afirmou que o Congresso deve pautar aquilo que ele entende ser “relevante”:

“O governo não precisa ficar apresentando pautas de projetos que já estão aqui. Isso é um café velho e frio que não atende à sociedade”, encerrou.

Temer quer mandar nos 3 poderes […] alguma semelhança com Nicolás Maduro?


compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
WHATSAPP
publicidade