Tchau querida! PGR denuncia Gleisi Hoffmann por corrupção e lavagem de dinheiro

Raquel Dodge, Procuradora Geral da República, acabou de denunciar ao Supremo o ex-presidente Lula, o ex-ministro Palocci, a senadora Gleisi Hoffmann e seu marido Paulo Bernardo, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

A PGR alega que em 2010 a construtora Odebrecht acertou com o PT o pagamento de R$ 40 milhões em troca de vantagens durante o período em que o partido estivesse governando o país.

Leones Dall Adnol, chefe de gabinete de Gleisi e Marcelo Odebrecht também foram denunciados.

Raquel Dodge cobrou de Gleisi Hoffman, do marido Paulo Bernardo e do chefe de gabinete R$ 3 milhões de ressarcimento pelo dano causado ao cofres públicos […] além dos US$ 40 milhões em propina recebidos da Odebrecht e outros R$ 10 milhões a título de reparação por danos coletivos.

Diz a PGR:

“Dos cinco milhões, Gleisi Helena Hoffmann, Paulo Bernardo e Leones Dall’Agnol comprovadamente receberam, em parte por interpostas pessoas, pelo menos três milhões de reais em oito pagamentos de quinhentos mil reais cada, a título de vantagem indevida, entre outubro e novembro de 2014”

“Além disso, com o objetivo de esconder o esquema, Gleisi Hoffmann teria declarado à Justiça Federal despesas inexistentes no valor de R$ 1,830 milhão. Os pagamentos foram feitos a empresas que, conforme revelaram as investigações, foram as destinatárias dos recursos repassados pela construtora. Essa dissimilação configura a prática de lavagem de dinheiro”

Tchau querida!


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
WHATSAPP
publicidade