Surto de sarampo importado da Venezuela não preocupa governo: “Está tudo sob controle”

Com 37 casos suspeitos de sarampo em Roraima, Ricardo Barros (atual ministro da Saúde) disse ontem (08) que “a situação não é preocupante porque está tudo sob controle”

O Brasil, que já havia ‘praticamente’ erradicado o sarampo desde 2015, volta a ter um clima de insegurança com relação a essa doença.

Todos os casos de sarampo confirmados até agora são de imigrantes da Venezuela, país que faz fronteira com o estado de Roraima.

Barros garantiu que “não há risco de que a doença” volte a se espalhar.

Ministério da Saúde determinou a vacinação de 400 mil pessoas em todo o estado (sendo que 100 mil devem ser imigrantes venezuelanos.).

Roraima é o estado brasileiro com o menor número de municípios e de acordo com o IBGE, os 15 municípios somados têm uma população de 522.6 mil habitantes.

Dos 37 casos ‘suspeitos’ de sarampo, 25 são de venezuelanos (21 homens e 4 mulheres com idades entre 4 meses a 33 anos).

Essas pessoas foram maltratadas em seu país de origem pelo regime assassino e comunista que impera na Venezuela […] será que o governo federal vai mandar essa conta para Nicolás Maduro?


SURTO NA EUROPA

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que em 2017 houve um aumento de 400% dos casos de sarampo no continente europeu.

Foram registradas 21 mil casos de pessoas infectadas e 35 mortes.

“Cada nova pessoa afetada por sarampo na Europa nos lembra de que há crianças e adultos não vacinados, independente de onde vivem. E pessoas infectadas colocam em risco aquelas que não conseguiram se vacinar, atrapalhando o combate e espalhando a doença”, declarou o médico e diretor regional da OMS, Zsuzsanna Jakab.

Países da Europa, ao contrário do que acontece no no Brasil, tratam tudo com muita seriedade.

Uma vida é uma vida […] aqui uma vida é somente um ‘número’.

“São 35 vidas foram perdidas somente em 2017, é uma tragédia que não pode ser aceita”, disse o médico Zsuzsanna Jakab.


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
WHATSAPP
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!