Suposto consultor do Papa Francisco é barrado na Polícia Federal em Curitiba


O papa Francisco enviou um rosário ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso há pouco mais de 2 meses na carceragem da PF em Curitiba.

Juan Grabois, o ‘suposto’ consultor do Papa para assuntos de justiça e paz, foi encarregado de entregar o rosário e passar uma mensagem do pontífice ao condenado, porém Grabois foi barrado na sede da PF.

De acordo com depoimento do próprio consultor, ‘ordens que vieram de cima’ (provavelmente da Vara Criminal de Curitiba) não permitiram que o mesmo adentrasse na cela do preso.

Inconformado, o assessor de Francisco começou a dar ‘pitacos’ na situação de Lula e chegou a dizer que o ex-presidente é um preso político:

“Devo dizer que estou muito preocupado com a situação e considero que estamos frente a um claro caso de perseguição política” disse o cidadão ‘desinformado’.

Só uma pergunta, caro assessor do Papa:

“Vocês não estão preocupados com a situação dos outros encarcerados brasileiros? Esses sim vivem em situação de calamidade” 

Cuidado Juan Grabois, o buraco é mais em baixo … eles (os petistas) te venderam uma ‘estória’ distorcida.

A sede da PF no Paraná declarou agora há pouco “desconhecer” o suposto presente enviado pelo papa Francisco a Lula, informa o site Metrópoles —um rosário, segundo a assessoria do petista.

Por meio de sua assessoria, a instituição informou que “não houve registro” do recebimento de encomendas pelo petista preso.

De acordo com a PF, “todo o material destinado ao político passa por uma triagem prévia”, mesmo os itens levados por visitantes.



compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!