• busca por palavra (s)
  • “Sítio de Atibaia poderá servir de abrigo para ex-moradores da Cracolândia” diz site


    De acordo com o portal Juntos pelo Brasil, uma idéia inovadora foi ventilada nos bastidores da política paulistana

    Após a remoção de centenas de pessoas da Cracolândia, os dependentes químicos ficaram sem local para se abrigar.

    O Prefeito João Dória, em uma decisão que dividiu opiniões entre especialistas, tomou uma atitude enérgica (considerada arbitrária para alguns e correta para outros) e removeu os usuários de crack do centro de São Paulo.

    A Secretária de Direitos Humanos de SP chegou a declarar que a atitude do prefeito foi ‘desumana’ e colocou o cargo à disposição.

    Será que o problema deve ser simplesmente varrido para debaixo do tapete?

    Basta remover as pessoas das ruas ou esses dependentes precisam de tratamento e acompanhamento psicológico?

    Uma ideia brilhante

    O famoso sítio de Atibaia, que até agora não tem pai nem mãe, foi cogitado para acolher e tratar essas pessoas que foram removidas da Cracolândia, informou o portal Juntos pelo Brasil.

    Alvo de investigações realizadas no âmbito da Operação Lava-Jato, o imóvel ‘órfão’ poderá ser requisitado (através da Justiça) para que uma solução temporária seja usada no acolhimento desses dependentes químicos.

    Internautas apoiaram a ideia e a causa nobre tomou conta das redes sociais.

    “O local passaria por uma adaptação e serviria para receber os novos moradores” declarou o portal.

    A Assessoria de Imprensa da Prefeitura de São Paulo ainda não comentou o assunto.


    (fonte: link)

    publicidade



    error: Conteúdo protegido !!