• busca por palavra (s)
  • “Caju” subestima a inteligência do povo e diz que esquema da Odebrecht é uma armação

     

    “Eu estou indignado com a armação dessa história da Odebrecht” disse Jucá ontem no plenário do senado.

    Armação senador? Como é que o senhor tem coragem de dizer tamanha asneira?

    Não subestime nossa inteligência, caro Jucá.

    77 executivos assinaram acordos de delação premiada com o Ministério Público.

    Marcelo Odebrecht já assumiu que havia um esquema de corrupção (envolvendo dinheiro público) dentro da empresa e está encarcerado há mais de 1 ano.

    O pai de Marcelo (Emílio Odebrecht) já firmou um acordo para delatar os esquemas ilegais dentro da empresa.

    A própria empresa já emitiu um comunicado público pedindo desculpas ao país e fez um acordo para pagar uma multa bilionária.

    E o senhor ainda vem dizer que tudo não passa de armação?

    Quanto cinismo e cara de pau!

    assista no final do vídeo, aos exatos 6h:35min:02seg, o momento em que Caju (ops … Jucá) afirma que é vítima de uma armação:


    A Odebrecht, em seus vários acordos de delação que fechou com o MPF, alega que fez […] digamos ‘PAGAMENTOS DE BENESSES ‘a vários políticos para que cuidassem de seus interesses no Congresso Nacional.

    CAJUINDUIJUSTICA

    A identificação dos beneficiários, incluindo deputados,senadores,ministros,autoridades,etc … era feita por apelidos.

    Cláudio Melo Filho, ex-presidente de relações institucionais da empresa , identificou alguns desses codinomes.

    CAJU ► (Romero Jucá, PMDB-RR) tido como principal aliado da Odebrecht.

    JUSTIÇA ► Ao lado de CAJU, Justiça (Renan Calheiros, PMDB-AL) é apontado como um dos principais articuladores da empreiteira no senado.

    ÍNDIO ► (Eunício Oliveira, PMDB-CE) fecha o trio de principais aliados da Odebrecht no senado.

    De acordo com a delação de Cláudio Melo Filho, em informações prestadas à Lava Jato, Índio foi o responsável em intermediar repasses de cerca de R$ 22 milhões a Romero Jucá.

    Jucé, por sua vez, repassava a parte de Renan Calheiros, atual Presidente do Senado.

    publicidade


    error: Conteúdo protegido !!