Se resistir à prisão, ex-presidente poderá perder a 'salinha confortável' em Curitiba | Diário do Brasil

Se resistir à prisão, ex-presidente poderá perder a ‘salinha confortável’ em Curitiba

Caso o ex-presidente não se apresente à PF até o horário estipulado pelo juiz federal Sérgio Moro (às 17h:00 de hoje), o ato será considerado “resistência à prisão”.

Por consequência, as chances de obter liberdade seriam praticamente remotas.

De acordo com a lei, que prevê punições para uma situação de não se respeitar uma ordem judicial , o benefício da sala do “estado maior” pode até ser revisto pelo juiz Moro.

Se Lula fizer muita graça, perderá o conforto da salinha reservada no segundo andar da carceragem da PF e poderá ficar preso dentro de uma jaula.


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram