Renato Duque: “Lula gostava de checar se a propina da Petrobras estava entrando”

Renato Duque, ex-diretor da Petrobras, será o próximo na lista de investigados a fechar um acordo de delação premiada com a força-tarefa da Operação Lava Jato

Condenado a mais de 57 anos de prisão em vários processos, ele é acusado de intermediar cobrança de propinas para o PT.

Duque foi bem direto e demonstrou que quer colaborar com a justiça.

“Vou abrir a caixa de ferramentas e a porta do inferno”, foram as palavras dele.

Em seu primeiro depoimento, o ex-diretor preferiu ficar em silêncio […] dessa vez ele promete que vai fazer a ‘casa cair’.

O juiz federal Sérgio Moro já recebeu o pedido e marcou o novo interrogatório do ex-diretor .


“Lula gostava de checar na caixa registradora do PT se a propina estava entrando”

Claudio Dantas, do Antagonista, confirmou que Renato Duque (ex-diretor da Petrobras) “entregou um volume imenso de informações aos procuradores”

Duque revelou detalhes da participação do ex-presidente petista no esquema de corrupção da Petrobras.

De acordo com Dantas, Lula convocou uma reunião na sede do seu Instituto em SP para pedir explicações sobre a queda nos repasses de propina para o PT.

O acordo de delação de Renato Duque também inclui a ex-presidente Dilma Rousseff, Graça Foster (ex-presidente da Petrobras), José Dirceu e Antônio Palocci.

#ripPT


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!