R$ 600 milhões para derrubar Bolsonaro: “Negociaram em Bitcoins”

26/09/2018


Na manhã de ontem (26), a jornalista Joyce Hasselmann denunciou uma suposta ‘propina milionária’ que estaria sendo paga para uma grande revista (de circulação nacional) para tentar destruir a imagem do candidato Jair Bolsonaro.

“Recebi uma informação, de uma boa fonte, de que uma das maiores revistas do país fechou um grande acordo financeiro para tentar destruir o deputado Jair Bolsonaro em sua campanha à presidência […] segundo essa fonte segura, o valor da negociação foi fechado em R$ 600 milhões” declarou a jornalista.

Após a divulgação de um vídeo (veja aqui…), Joice conta que recebeu vários questionamentos dos internautas e decidiu gravar um segundo vídeo contando mais detalhes desse suposto conluio para derrubar Bolsonaro:

“Aqueles R$ 51 milhões que foram encontrados no apartamento do Geddel é troco perto do valor que está sendo movimentado”

Ela conta que várias pessoas querem saber a origem desse dinheiro (os tais R$ 600 milhões):

“Eu tenho parte dessas informações e, aos poucos, irei passando para vocês como é que foi feita a negociação” 

Parte desses R$ 600 milhões, segundo Joice, foi entregue em espécie (dinheiro vivo, cash, bufunfa) e a parte maior foi negociada em criptomoedas (Bitcoins):

“A reunião ocorreu dentro de um grande grupo, através de uma grande revista […] e a partir dessa revista, o dinheiro será espalhado para outros parceiros que fazem parte dessa armação”



continua em breve …

 

 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram