Presidente dos Correios rebate ministro da Defesa: “Os Correios não transportam armas e munição”

É impressionante a cultura do brasileiro de querer dar um jeitinho em tudo. Ninguém quer assumir a culpa de nada neste país!

A certeza da impunidade vai de um simples ladrão pé de chinelo até um ex-presidente de república.

Guilherme Campos Júnior, presidente dos Correios, desmentiu a informação dada pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, sobre o suposto furto de munições destinadas à PF em uma sede da estatal na Paraíba.

( *** munições estas que mataram a vereadora Marielle Franco, no último dia  14. ***)

“Se o ministro Jungmann tiver alguma informação que a gente não tem, eu espero que nos passe”, declarou Guilherme.

Jungmann citou o fato após a descoberta (feita por peritos da polícia civil) de que a munição usada para matar a vereadora Marielle Franco era do lote UZZ-18, destinado à PF em 2006.

O presidente dos Correios afirmou que fará uma auditoria interna sobre o assunto a partir de hoje (19):

“Os Correios não transportam armas e munição. Em um passado recente, não houve transporte para nenhum órgão (PF) .”

Guilherme fez questão de destacar que esse tipo de serviço só ocorre se houver uma autorização oficial do Exército […] ele afirmou que não há registro disso nos últimos anos.

Ficou feio para Raul Jungmann!


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
WHATSAPP
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!