“Passaporte furtado era parte do plano de fuga” diz jornalista

(a informação é do jornalista Cláudio Humberto, do Diário do Poder)

Investigadores da Polícia Federal desconfiam que o passaporte de Lula (e outros pertences que foram furtados em Curitiba no último dia 16) estavam em poder do assessor pessoal do petista para um possível plano de fuga para outro país.

O assessor já estaria se deslocando (pelo Brasil) com o passaporte e várias trocas de roupa desde fevereiro deste ano.

No dia 22 de março, o ex-presidente estava com sua “caravana” no sul gaúcho, próximo à fronteira com o Uruguai.

Antes de se entregar à PF, o próprio Lula citou (em discurso feito no sindicato de São Bernardo) que poderia ter atravessado a fronteira com o Uruguai, fingir que compraria um whisky e não mais retornar ao Brasil.

Lula só não fugiu porque viaturas da PRF estavam escoltando a “caravana” e monitorando seus passos.

O foco das investigações agora é saber por que o assessor estava com esse documento em Curitiba, já que o petista está sob custódia da PF.

Haveria um plano para ‘resgatar’ Lula na Superintendência?

O acampamento estaria servindo como ‘pano de fundo’ para um possível resgate?

Parlamentares que estão visitando o ex-presidente estariam por trás dessa armação?

Em breve saberemos!


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!