“Gripe Aviária pode se espalhar pelo mundo e matar 300 milhões de pessoas”, alerta cientista de Harvard


REINO UNIDO

O número de britânicos mortos pela gripe aviária neste inverno foi o mais alto em décadas – mais de 200 pessoas.

Coby Simons , de apenas 9 anos de idade, se tornou o mais jovem a morrer do último surto aterrorizado de Influenza Aviária A – H5H1 (Cepas do vírus da gripe que atacam principalmente aves, mas que também podem infectar os seres humanos.).

Dr. Jonathan Quick, presidente do Conselho Global de Saúde, disse que o vírus da gripe é potencialmente destrutivo:

“O vírus tem um potencial assassino diabólico […] é muito difícil de controlar e se alastra com uma rapidez nunca antes vista pela humanidade”.

O Dr. Quick advertiu que a infra-estrutura vital, incluindo hospitais e a economia global poderiam colapsar se uma pandemia de gripe atingir os 5 continentes .

“Isso pode acontecer a qualquer momento, inclusive amanhã” declarou.

“Se uma nova e altamente contagiosa mutação do H5N1 contaminar um passageiro involuntário em um avião, a situação pandêmica assumiria rapidamente as proporções do filme de terror”.


EUA

Durante esta temporada de gripe nos Estados Unidos, considerada a mais “dura” dos últimos 10 anos,  pelo menos 114 crianças perderam a vida , até o início de março, segundo dados doS CDC’S – Centros de Controle e Prevenção de Doenças.  

No entanto, isso só pode ser o início de uma pandemia que mataria milhões de pessoas somente nos primeiros 200 dias , de acordo com o Dr. Jonathan D. Quick, professor de medicina da Harvard Medical School e presidente da Global Conselho de Saúde.

Nos dois anos seguintes, mais de 300 milhões de pessoas poderiam morrer em todo o mundo.

“Somos tão vulneráveis ​​agora como há 100 anos, quando a pandemia de gripe espanhola (1918) infectou um terço da população mundial e aniquilou quase 100 milhões de pessoas”, diz o autor do livro “O fim das epidemias” : a ameaça para a humanidade e como pará-lo “.  

“Nós (consumidores) desenvolvemos inadvertidamente uma forma poderosa de ajudar a gripe a nos matar. Trata-se do nosso vício em frango e porco barato provenientes da indústria agrícola industrial “.

Ainda segundo e especialista, as fazendas industriais representam um dos maiores riscos, pois agrupam milhões de em condições que podem ser “incubadoras de doenças”.

“Essas fazendas industriais foram o local de origem da gripe suína H1N1, em 2009, que causou a morte de aproximadamente 575 mil pessoas ao redor do mundo”. 

O professor incentiva seus leitores a consumir produtos orgânicos. Além de adotar bons hábitos de higiene, como lavar as mãos.

De acordo com o Dr. Quick, o mais importante para prevenir uma possível pandemia é desenvolver uma “vacina universal” que seja eficaz contra o vírus da gripe:

“Temos que abordar a questão da gripe como se toda a fúria de uma pandemia se aproximasse hoje. Um plano de ação para prevenir a próxima pandemia deve ser colocado em prática imediatamente” publicou o The Wall Street Journal .  

“A boa notícia é que a comunidade científica sabe o que fazer, mas não estamos avançando o suficiente”, encerrou Quick.





compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
WHATSAPP
publicidade