Ou mudamos a estratégia contra o vírus ou o país se transforma na Venezuela

Amanda Nunes Brückner | 25/03/2020 | 2:42 AM | MÍDIA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

(anônimo)

O Presidente não se expressa bem, se comunica mal às vezes, mas ele tem embasamento, inclusive científico, pra dizer o que disse.

A mídia não fala disso, mas não é toda a comunidade médica e científica que concorda em isolar todo mundo para conter o vírus.

Muitos recomendam o que Bolsonaro está recomendando: quarentena para o grupo de risco e o restante vivendo normalmente, trabalhando, ganhando seu sustento.

Bolsonaro está dizendo desde o começo que não deveríamos parar todo o país porque sabe (baseado em fatos, estatísticas) que manter todos em quarentena vai quebrar o Brasil de uma maneira irremediável.

Vai haver falência e demissão em massa. Esses desempregados nem acerto irão receber porque os patrões não terão dinheiro para pagar.

Os autônomos, que precisam trabalhar todo dia pra pagar as contas e sustentar as famílias, já estão enfrentando sérias dificuldades financeiras.

Já começa a haver desabastecimento e os caminhoneiros estão reclamando que não dá pra continuar nas estradas porque chegam num restaurante pra comer e as pessoas têm medo de chegar perto, ficam olhando torto por conta da histeria generalizada.

Precisam de borracharia e oficina mecânica e está tudo fechado, chegam para carregar e descarregar e não tem gente trabalhando pra fazer isso.

Em breve vai faltar comida, remédios, itens de primeira necessidade nas prateleiras porque muitos estão parando.

Então, se não mudar o enfrentamento ao vírus, milhões de pessoas vão passar fome e necessidade.

Uns por não ter dinheiro para comprar as coisas, outros porque vai faltar tudo nas prateleiras.

Com desabastecimento os preços disparam.

O leite que custa R$ 1,40 estará custando R$ 3,00 daqui uns dias, depois R$ 5,00 e por aí vai.

Agora, lembrem-se:

No Brasil vemos toda semana vídeos horríveis de acidentes com caminhões onde as pessoas agem como animais saqueando a carga enquanto o motorista agoniza nas ferragens.

Quando há uma greve de forças de segurança, vemos hordas ensandecidas invadindo e saqueando todas as lojas das cidades, como recentemente no Ceará, à luz do dia, na frente das câmeras da TV.

Se agem desse jeito por ganância e desonestidade, imagine o que pessoas assim fariam sem emprego, sem comida, vendo os filhos passarem fome? Misericórdia!

Pode morrer muito mais gente do que com o vírus.

E não se enganem, se pararmos o país é isso que vai acontecer.

Então quando falamos de pensar na economia, não é porque somos insensíveis às vidas das pessoas, pelo contrário: é justamente por nos preocupar com a vida das pessoas que estamos avisando que não podemos continuar todos parados.

Bolsonaro poderia ser melhor assessorado e explicar as coisas, pois o brasileiro realmente tem dificuldade de entender, mas ele não é louco ou malvado, muito pelo contrário.

Enquanto todos os outros políticos fazem populismo barato, agem com demagogia fazendo aquilo que sabem que é errado nessa crise para não se queimar, Bolsonaro age com firmeza, fala e faz aquilo que realmente precisa ser feito para salvar o Brasil, mesmo que isso seja impopular e faça as pessoas o abandonarem e xingarem.

Anônimo

 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.