Número altíssimo de cremações indica que a China está escondendo dados sobre mortes

Guilherme Santiago | 01/04/2020 | 4:32 PM | INTERNACIONAL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

(Daily Mail)

Moradores da cidade chinesa de Wuhan, epicentro inicial do surto de coronavírus, afirmam que mais de 40 mil pessoas morreram em decorrência do vírus chinês, embora o número oficial divulgado pelas autoridades chinesas seja de 3.300 mortos.

Baseado no número de funerais que estão sendo realizados na cidade, sete casas crematórias que servem Wuhan estão entregando, em média, mais de 500 urnas [em cada funerária] com restos cremados por dia para as famílias, totalizando 3.500.

Se as acusações estiverem corretas, isso poderá significar que 42 mil urnas foram distribuídas em apenas 12 dias.

Um morador de Wuhan – que apenas forneceu seu sobrenome, Zhang – declarou:

“Não pode estar certo, porque os incineradores estão trabalhando 24 horas por dia, então como podem morrer tão poucas pessoas [oficialmente] ?”.

Um segundo morador – com o sobrenome Mao – disse:

“Talvez as autoridades estejam gradualmente divulgando os números reais, intencionalmente ou não, para que as pessoas aceitem a realidade”.

Uma foto de satélite, obtida no site Windy.com, sobre a região de Wuhan, mostrou uma grande emissão de gases no dia 1º de abril [hoje] na China.

A elevação dos níveis de gases acontece devido ao alto número de cremação de corpos na região.


China está manipulando dados, escondendo mortes e impedindo funerárias de divulgarem informações

 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.