Nova delação aponta peemedebistas como beneficiários de R$ 30 milhões em propinas

Uma delação inédita firmada com a PGR mostra um suposto repasse [milionário] de propinas para senadores do PMDB

Renan Calheiros (AL), Romero Jucá (RR) e Eduardo Braga (AM) são citados por receber R$ 30 milhões

O ex-diretor de Relações Institucionais do Grupo Hypermarcas, Nelson Mello, disse em seu depoimento que pagou R$ 30 milhões a dois lobistas, Bolonha Funaro e Milton Lyra.

Eles eram os responsáveis por distribuir o dinheiro para os senadores.

Mello informou que os lobistas agiam a mando de políticos.

Caso a quantia fosse paga, os mesmos tomariam iniciativas facilitariam interesses da empresa no Congresso.

Ele afirmou que seu objetivo era “proteger” o mercado que representava.

Nelson Mello foi funcionário do Hypermarcas por mais de 20 anos e se desligou do grupo após firmar a delação.

A empresa Hypermarcas informou que “não auferiu nenhuma vantagem e nem sofreu prejuízos porque foi reembolsada por Mello”.


compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade