No dia da corrida fatal, médico da F1 disse: “Desista Senna, eu me aposento com você”. O piloto chorou!

AYRTON SENNA E SID WATKINS

AYRTON SENNA E SID WATKINS


Grande Prêmio de San Marino – Ímola – Itália – 1994

Em um mesmo fim de semana, ocorreram 3 acidentes: 2 foram fatais.

29/04/1994 (sexta-feira), Rubinho sofre um acidente terrível e escapa por um milagre.

30/04/1994 (sábado), o piloto Roland Ratzenberger morre na mesma pista.

01/04/1994 (domingo), o melhor piloto de F1 de todos os tempos sofre um acidente fatal.

O médico oficial da F1, Sid Watkins foi um dos primeiros a socorrer Rubens Barrichello, que sobreviveu ao acidente.

Roland Ratzenberger também recebeu os cuidados do dr. Watkins, mas não sobreviveu.

Watkins era amigo pessoal de Ayrton Senna e disse que tentou convencer o brasileiro a desistir da corrida e se aposentar precocemente.

Depois dos acidentes de Barrichello e Ratzenberger, o médico disse para Senna:

“O que mais você precisa fazer? Você é tricampeão mundial, é o piloto mais veloz. Desista e vamos pescar. Eu me aposento junto com você” disse.

O ídolo brasileiro chorou e respondeu:

“Sid, há coisas das quais nós não temos nenhum controle. Eu não posso deixar, eu tenho que ir adiante”.


 

rubensimola

Sexta-feira – 29 de abril de 1994

Rubens Barrichello se acidentou na Variante Bassa, curva que dava acesso à reta dos boxes no circuito de Ímola.

A Jordan decolou após passar em cima de uma zebra e foi direto para a proteção de pneus e capotou várias vezes antes de parar de cabeça para baixo.

Barrichello quebrou o nariz no acidente, sofreu ferimentos nos braços e acabou vetado pela equipe médica da corrida no domingo.

Ratzenbergerimola

Sábado – 30 de abril de 1994

No dia seguinte, a Fórmula 1 presenciou a primeira morte de um piloto em oito anos.

O austríaco Roland Ratzenberger acabou perdendo o controle no final da curva Villeneuve e atingiu o muro em altíssima velocidade.

A lateral do carro ficou completamente destruída.

Ratzenberger teve fraturas múltiplas no crânio e no pescoço, recebeu massagens cardíacas e morreu no Hospital Maggiore de Bolonha.

sennaimola

Domingo – 01 de maio de 1994

No dia da corrida, Ayrton Senna escapou com sua Williams na curva Tamburello, uma das mais rápidas da Fórmula 1.

Ele estava a quase 300 km/h  e bateu contra o muro, sendo atingido por um braço da suspensão que ficou preso ao pneu dianteiro direito na hora da colisão.

Senna também morreu no Hospital Maggiore.


UMA SAUDADE QUE DÓI


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade