‘Namorado de Dilma’ por trás dos protestos contra Bolsonaro em NY

Patrícia Moraes Carvalho | 02/05/2019 | 10:30 AM | DESTAQUES DB
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


Na última terça-feira (30), grupos de ativistas ligados ao movimento LGBT iniciaram uma série de protestos contra a premiação que o presidente Jair Bolsonaro receberá em Nova York.

Bolsonaro, juntamente com o o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, será homenageado pela Câmara de Comércio Brasil-EUA como “personalidade do ano”.

Os manifestantes têm como objetivo constranger o hotel Marriott Marquis para não sediar o evento, marcado para o próximo 14.

Um dos arautos dos ‘anti-Bolsonaro’ é o professor americano James Green, que declarou o seguinte:

“O que queremos é constranger o hotel a não receber o evento, bem como pressionar os patrocinadores e participantes desta premiação”, afirmou.

Em 2017, Green ficou conhecido como o ‘namorado da Dilma’, após ser flagrado passeando por Nova Iorque com a ex-presidente impeachmada.

Eles se aproximaram quando a petista ainda estava na presidência … na época, o professor escrevia um livro sobre um militante de esquerda que participou da luta armada durante o regime militar brasileiro.

O ‘namorado da Dilma’ tem espalhado para os 4 cantos dos EUA que Bolsonaro “é dez vezes pior” que Donald Trump.

Trocando um miúdos: James Green não passa de um vassalo dos comunistas, além de possuir um péssimo gosto para escolher namoradas.



 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.