Na sanha para prender Moro, Verdevaldo e Minhoca protagonizam mais uma comédia pastelão

Amanda Nunes Brückner | 16/07/2019 | 7:53 AM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Na noite de ontem (16), o jornalista Reinaldo de Azevedo, também conhecido como ‘minhoca de chapéu’, fez um estardalhaço nas redes sociais ao anunciar mais um diálogo entre o procurador Deltn Dallagnol e o ex-juiz Sérgio Moro.

Segundo minhoca, a matéria divulgada por ele era uma ‘bomba’.

Não vamos perder tempo publicando as tais mensagens … segue abaixo um rápido resumo:

Deltan queria lançar um vídeo na TV e divulgar uma campanha nacional anticorrupção e questionou (via mensagem) o juiz Sérgio Moro se haveria a possibilidade de ele (Moro) liberar um valor de R$ 38 mil para ajudar na produção do tal vídeo.

“Você acha que seria possível a destinação de valores da Vara, daqueles mais antigos, se estiverem disponíveis, para um vídeo contra a corrupção, para as 10 medidas, que será veiculado na Globo. A produtora está cobrando apenas custos de terceiro, que dariam uns R$ 38 mil.” perguntou Deltan.

Moro Respondeu:

“Se for os 38 mil, acho que é possível. Deixe ver na terça e te respondo.”

A parte que o ‘minhoca’ omitiu

O tal diálogo, produto oriundo do roubo de mensagens, não foi divulgado em sua íntegra …. somente a parte que interessa a ORCRIM foi jogada na mídia.

Reinaldo Azevedo não destacou uma parte em que Deltan diz o seguinte para Moro:

“Se achar ruim em algum aspecto, há alternativas que estamos avaliando, como crowdfunding (financiamento coletivo) e cotização entre as pessoas envolvidas na campanha (artistas globais que fizeram o vídeo). Avalie de modo absolutamente livre e se achar que pode de qualquer modo arranhar a imagem da Lava Jato de alguma forma, nem nós queremos…”

Desfecho da ‘estória’

De acordo com uma nota divulgada pelo ministro Sérgio Moro, o tal dinheiro não foi liberado:

“ … jamais liberou qualquer verba ao Ministério Público para custear a campanha publicitária sobre as Dez Medidas Contra a Corrupção” declarou o ministro.

Já o vídeo que Dallagnol queria lançar, acabou sendo produzido e foi bancado pelos próprios procuradores através de uma vaquinha … um gesto patriótico, responsável, altruísta e digno de receber uma medalha de condecoração.

Abaixo o tal vídeo que a esquerda denomina como ‘bomba’ :

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.