Na ânsia para derrubar Bolsonaro, imprensa ajuda a dizimar os mais pobres

Patrícia Moraes Carvalho | 01/08/2020 | 9:54 AM | DESTAQUES DB
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Triste ler o editorial do Estadão, falando em charlatanismo! (prescrição da hidroxicloroquina)

Antes de acusar, o Estadão deveria ouvir os médicos do Amazonas e do Amapá, aqueles que, mesmo sem estrutura, com os tais kits, conseguiram controlar um ambiente de caos.

Não vou me calar diante desse quadro de horrores.

O Presidente erra no tom? Sempre, infelizmente.

Mas, por odiá-lo, por querer derrubá-lo, a Imprensa está prejudicando quem está na ponta, em especial os mais pobres!

Eu tenho nojo desse discurso. Nojo!

Tão violento como obrigar um médico a prescrever, é constrangê-lo a não prescrever.

Ouçam quem está na ponta!

Ofensivo falar em charlatanismo.

Falamos de médicos que se arriscam para salvar vidas.

Ontem, uma médica me relatou ter atendido três pacientes, diagnosticados com COVID 19, que desenvolveram pneumonia viral, confirmada em tomografia e, ainda assim, foram mandados para casa para aguardar.

Pergunto: aguardar o quê? A ajuda de Deus?


(Janaína Paschoal – jurista e deputada estadual por SP)

 

 

 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.