Moraes não é maior que o direito à liberdade de expressão

Amanda Nunes Brückner | 01/08/2020 | 10:09 AM | MÍDIA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

(Frederico Rodrigues – escritor)

A situação do Ministro Alexandre de Moraes ficou insustentável.

Sua atuação vingativa e desenfreada contra qualquer um que ousasse criticá-lo, superou todos os limites aceitáveis em uma democracia.

Alexandre de Moraes não é maior que a o direito à liberdade de expressão, nem cabe a ele estabelecer uma censura prévia a qualquer cidadão brasileiro.

E quem diz isso não são Bolsonaristas ferrenhos ou direitistas raivosos, como a grande e fracassada mídia tenta pintar.

Essa posição vem justamente das maiores Redes Sociais do mundo.

Redes que por várias vezes já atuaram para silenciar conservadores.

No entanto, nem mesmo Twitter e Facebook quiseram embarcar nessa viagem autoritária do ministro do STF.

Alexandre de Moraes foi abandonado, e, sua posição intolerante a críticas, representada por um inquérito inconstitucional sobre “Fake News”, ficou escancarada.

Este é o começo do fim do ministro que acreditou ter o País aos seus pés.

Moraes foi ganancioso demais.

Afinal, sem ser molestado por um Senado inerte, sentia-se à vontade para determinar quais críticas poderiam ser feitas ao STF.

Decidiu então, mandar bloquear os perfis de seus críticos nas redes sociais para silenciá-los.

Não satisfeito, quando viu que estes driblavam sua censura, ordenou que as redes sociais bloqueassem também o acesso à conta destes em outros países.

A perseguição ficou clara demais para ser disfarçada e Facebook e Twitter decidiram enfrentar o Ministro.

O possível dano jurídico em cortes internacionais, (causado às redes caso acatassem a decisão), seria grande demais.

Entre agradar a Alexandre de Moraes e manter as aparências, as gigantes da tecnologia ficaram com a segunda opção.

Decisão que deixa Moraes completamente desmoralizado e exposto.

Seu exagero persecutório ficou evidente.

Caso o restante do STF o acompanhe nesse arroubo autoritário, enterrarão de vez a já debilitada reputação da corte.

Alexandre de Moraes sairá desta situação toda com sua reputação manchada pelos exageros e com sua influência política minguada pela debandada de seus apoiadores.

Restará ao Senado fazer sua parte e colocar em pauta o processo de impeachment daquele que tentou calar o Brasil.

 


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.