Modelo sugere que advogado sumiu com tablet e acusa Neymar de ‘comprar’ a polícia

Amanda Nunes Brückner | 12/06/2019 | 5:20 PM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Danilo Garcia de Andrade é o terceiro advogado a abandonar o caso de Najila Trindade.

O anúncio foi feito pelo próprio causídico em entrevista ao SBT. 

Daniel citou  ‘idoneidade moral’ ao explicar os seus motivos.

“Houve um incidente de um eventual arrombamento ao apartamento dela, e nesse incidente ela alega que haveria um tablet. E ela disse que pegou uma marcação de rastreamento desse tablet, e que ele estaria na avenida que é o meu escritório. Ela foi muito enfática, e um cliente não deve colocar a idoneidade de um advogado (em suspeita) anunciou.

Sobre o sumiço do tal tablet, Najila havia declarado o seguinte:

“Queria muito saber. Invadiram meu apartamento, assim quando as coisas deram confusão. Não sei (quem invadiu o apartamento e roubou o tablet), não posso acusar. Mas está nas mãos de Deus”, completou.

A modelo também  acusou a polícia ao ser perguntada sobre o fato de só terem sido encontradas digitais dela e da empregada após a invasão.

“A polícia está comprada, né? Ou não? Ou eu estou louca?”, disse.

Resumo da história: Najila sugeriu que o tablet poderia estar com o tal advogado (dr. Daniel) e de quebra ainda fez graves acusações contra a Polícia Civil.

Será que ninguém percebeu que essa garota não está batendo bem dos pinos?


Reação da Polícia Civil

A própria corporação registrou um boletim de difamação, na noite de ontem (11), contra Najila Trindade por conta de declarações feitas sobre os trabalhos da polícia.

De acordo com o B.O., o delegado José Fernando Bessa ficou sabendo das declarações da modelo ao assistir a entrevista concedida para o jornalista Roberto Cabrini, do SBT.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.