Mídia vaza prints de inquérito sigiloso. Se é sigiloso, como eles conseguiram acesso?

Patrícia Moraes Carvalho | 22/06/2020 | 7:52 PM | DESTAQUES DB
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O inquérito aberto no STF para investigar apoiadores do presidente da República ligado a supostos atos antidemocráticos tem 469 páginas.

Pois bem … vários envolvidos já declararam publicamente que não estão conseguindo acesso aos autos para poderem se defender, mas … misteriosamente … o jornal O Globo e a revista Veja alegam que tiveram acesso a trechos do tal inquérito.

Acreditem se quiser!

Essas duas mídias estão divulgando matérias com novas informações sobre o inquérito.

Segundo com o blog Radar, o inquérito foi aberto a partir de mensagens postadas por dois deputados nas redes sociais: Daniel Silveira (PSL-RJ) e Junio Amaral (PSL-MG).

As postagens destacadas abaixo antecederam o ato de 19 de abril na frente do QG do Exército, em Brasília, marco inicial da abertura do inquérito.

Na origem do inquérito, também foram incluídas mensagens de ativistas pró-Bolsonaro, como Allan dos Santos, do site Terça Livre e o youtuber Ravox.

Cuidado, caro internauta … as mensagens possuem conteúdo ‘pesadíssimo’, segundo interpretação do Supremo.



 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.