Mestre em psicologia sobre adolescente que atirou em colegas: “Falta de preparo emocional e educacional. Não foi bullying”

Em primeiro lugar, gostaríamos de esclarecer que o texto abaixo foi escrito por um profissional da área de psicopedagogia e não significa que seja a opinião desse blog.

Nosso intuito nesta matéria é divulgar a informação.

Há cerca de 22 horas, Jordan Campos, Filósofo Pós Graduado em Psicoterapia, Mestrando em Psicologia e Dr.h.c em Psicoterapia Transpessoal, escritor e palestrante postou uma análise sobre o caso do adolescente de 14 anos que matou dois alunos e feriu outros 6 em uma escola em Goiânia, GO.

De acordo com Campos, o temperamento e a personalidade do atirador (assim como seu histórico de vida, família, comportamento na escola, etc…) devem ser analisados a fundo antes de chegarmos a conclusão de que o ataque foi motivado simplesmente por bullying.

Jordan fez questão de destacar (no final do texto) que sua opinião “não é um exame, avaliação ou diagnóstico psicoterapeutico“, e sim uma análise geral com base nas informações que ele obtivera até aquele momento (via imprensa).

O texto viralizou rapidamente e as opiniões estão causando vários debates nas redes sociais.

Milhares de pessoas concordam com ele […] e outras milhares não compartilham do mesmo pensamento.

Vale a pena dar uma lida:




 

publicidade


error: Conteúdo protegido !!