Mendes vai aos EUA e diz que TSE pode colocar um ‘fim’ nas campanhas de Lula e Bolsonaro

O ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, disse hoje em Washington (EUA), que o Tribunal Eleitoral poderá tomar medidas radicais contra as pré-campanhas de Lula e Bolsonaro.

Mendes declarou que ambos podem ser punidos por abuso de poder econômico:

“Quem está financiando isso tudo? Caravanas, showmícios, carros de som, carreatas, jatinhos, deslocamentos de caravanas, etc… Tudo será avaliado em fevereiro. Caso eleitos, eles podem não ser diplomados por abusos nesta fase” disse o ministro.

Gilmar destacou que o TSE vem trabalhando em parceria com o COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) e a Receita Federal para identificar CPFs de laranjas no sistema de doações das campanhas:

“Em 2016, tivemos 730 mil doadores […] metade desse número são de doações suspeitas. As pessoas estão distribuindo as doações por CPF’s de laranjas”, afirmou.


publicidade

error: Conteúdo protegido !!