Mendes fica nervoso no plenário do STF e eleva o tom de voz com os colegas

Gilmar Mendes elevou o tom da conversa ao defender o projeto de lei de abuso de autoridade, de autoria do senador Renan Calheiros.

O tal projeto de Renan é uma espécie de ‘blindagem’ para os políticos corruptos e visa atacar aqueles que investigam (MPF, juízes e PF) atos ilícitos  cometidos pelos parlamentares.

O Ministro, que não está passando na mesma pinguela do Ministério Público, fez uma crítica direta aos procuradores e os acusou de usar “métodos totalitários”.

Sobrou até para Sérgio Moro:

“Aí vamos estar a reescrever a Constituição. Com todos aqueles valores que considerávamos cláusula pétrea […] agora serão dissolvidos por um acordo de Curitiba […] o novo direito penal de Curitiba“, gritou Gilmar, em tom de crítica à Lava Jato.

assista a partir dos 50 segundos:



 

publicidade


error: Conteúdo protegido !!