Medicamento é apontado como ‘aliado’ da hidroxicloroquina para uso em hipertensos e diabéticos

Amanda Nunes Brückner | 21/07/2020 | 9:01 AM | BRASIL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.


Em entrevista para o portal Conexão Política, o médico endocrinologista de Brasília, Dr. Flávio Adsuara Cadegiani, fala sobre seus artigos publicados no Frontiers in Medicine e no ScienceDirect – Elsevier (neste último, revisado ​​por pares e aceito para publicação pelo Conselho Editorial).

Nos artigos, Cadegiani e mais dois pesquisadores da Alpert Medical School, Brown University, nos EUA, mostram um estudo em que o medicamento Espironolactona é apontado como um candidato com potencial terapêutico contra a Covid-19 por diversos mecanismos, em particular, em pacientes com obesidade, hipertensão, diabéticos e cardiopatas.

Proteção adicional CARDIOPROTETORA junto a medicamentos já utilizados no tratamento precoce

Cadegiani esclareceu que as ações da espironolactona são independentes daquelas observadas na ivermectina, nitazoxanida (Annita), HCQ, azitromicina, zinco, anticoagulantes, vitaminas C e D.

Por isso, é provável que a espironolactona venha a fornecer uma proteção adicional à proteção provavelmente conferida por estas moléculas.

O que isso significa?

“Inclusive, por ser cardioprotetora, eu recomendo associar a espironolactona toda vez que for prescrita a HCQ, porque o suposto risco desta molécula (que é extremamente baixo, se usada na dose adequada) ocorreria exatamente nos pacientes que mais precisam por terem maior chance de evoluir mal na covid-19 (hipertensos, outras cardiopatias, diabéticos, idosos, etc), e a espironolactona poderia proteger, com exceção de algum potencial arritmogênico da HCQ (que ao meu ver, basta saber identificar quem tem predisposição, o que um simples eletrocardiograma pode dizer)”, explicou Cadegiani.

“É importante ressaltar, no entanto, em especial aos médicos, que esta droga terá mais ação se utilizada em doses mais altas, quando ela assume ações anti-androgênicas e anti-inflamatorias, a partir de 200mg ao dia (100mg 2x ao dia), o que pode ser realizado sem riscos importantes de efeitos adversos graves”

A título de curiosidade: Preço médio do medicamento: R$ 20,00.

Guarde bem esse nome: espironolactona … em questão de dias, a grande mídia começará a destruir a reputação do medicamento.


*** procure sempre utilizar qualquer medicamento com a orientação de um médico ***

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Whatsapp
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.