Maduro realiza exercícios militares e ameaça Trump

11/02/2019

Nicolás Maduro, ordenou ontem (10), o início de uma série de exercícios militares e aproveitou para fazer um discurso contra Donald Trump, alegando que os EUA pretendem intervir militarmente na Venezuela:

“Não podemos deixar que Trump nos ameace. Trump fora da Venezuela! Aqui há forças armadas e pessoas para defender a honra, a dignidade e o decoro de uma pátria que luta há mais de 200 anos “, declarou o ditador durante um ato no estado de Miranda.

Na solenidade, que foi transmitida pelo canal estatal VTV, o presidente venezuelano anunciou que aprovará os investimentos necessários para que seu país “tenha todo o sistema de defesa antiaérea e antimísseis prontos para qualquer ataque”.

“Tornaremos nossas cidades invencíveis pelo ar e por terra. Aqui estão os soldados de Bolívar que farão com que o império americano pague caro por qualquer ousadia de tocar o solo sagrado da pátria venezuelana”, continuou Maduro.

O chefe do Legislativo, Juan Guaidó, que no último mês se autoproclamou presidente interino da Venezuela, já conseguiu apoio de cinquenta países, incluindo os Estados Unidos, cujo governo reiterou que está considerando todas as opções possíveis para ajudar na crise humanitária vivida pelos venezuelanos, incluindo uma intervenção militar para remover o Chavismo do poder.

A Venezuela tem as maiores reservas comprovadas de petróleo do mundo e sob o governo de Maduro entrou na pior crise de sua história, que inclui escassez generalizada, hiperinflação, deterioração de todos os serviços públicos, êxodo em massa e desvalorização da moeda.

Países europeus e americanos deram um ultimato a Maduro e pediram que ele deixe o país, permitindo a Ruan Guaidó convocar novas eleições.


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram