Lista com 117 nomes de pessoas assassinadas pela esquerda armada brasileira


Diante da repercussão do tal documento liberado pela CIA, que acusa o general Geisel de ter ordenado a execução de seus opositores, decidimos publicar uma lista das vítimas da esquerda armada no Brasil.

Toda moeda tem os dois lados, não é mesmo?

Em reação à tentativa das guerrilhas e grupos terroristas de extrema-esquerda de tomar o poder e instaurar regimes totalitários (nos moldes soviéticos e cubanos), diversos países da América do Sul (entre eles o Brasil) adotaram regimes militares de exceção para garantir a segurança dos seus cidadãos.

O modus operandi das forças de segurança destes regimes é um tema polêmico, porém mais polêmico ainda é o silêncio da mídia e das autoridades sobre os crimes cometidos pelos integrantes das células terroristas em atividade.

Abaixo uma lista com os nomes de todas as vítimas confirmadas do terrorismo de extrema-esquerda no Brasil durante o Regime Militar (1964-1985).

Boa parte destes grupos já se encontrava em atividade desde 1961.

Das vítimas contidas na lista (117 no total),  cerca de 19 (1 em cada 6) foi assassinada antes da instituição do AI-5.

Não estão incluídos os nomes de feridos (sobreviventes) ou desaparecidos, somente vítimas assassinadas pelos terroristas e que morreram durante o ataque ou devido aos ferimentos.

Para as vítimas da esquerda, não há indenizações […] elas não têm sequer direito à memória […] foram apagados da história pela Comissão da Verdade!


Total de vítimas assassinadas

leia também:

“Meu pai foi sequestrado e torturado por Dilma Rousseff”


 

publicidade

  • error: Conteúdo protegido !!