Lava-Jato terá efeito internacional e poderá atingir políticos em mais de 50 países

As ações do juiz federal Sérgio Moro começaram a surtir efeitos de proporção internacional

Com a delação de Marcelo Odebrecht, a mega empreiteira do empresário poderá causar efeitos não desejados em cerca de 50 países onde atua.

Argentina, Chile, França, Angola, Portugal, EUA, Emirados Árabes, entre outros tantos, poderão ter políticos do alto escalão envolvidos na corrupção que deflagrou a crise política brasileira [criada por Lula e seus comparsas].

Marcelo Odebrecht já declarou que tem o intuito de entregar à Justiça todos os trabalhos “sujos” realizados pela empreiteira.

A Lava Jato irá além da Petrobrás …] a Força-Tarefa investiga outros focos de corrupção como a Eletronuclear, Angra 3, Eletrobras, Belo Monte, etc…

O número de alvos de inquérito no STF aumentou em 168% com as delações de Sérgio Machado e Delcídio do Amaral.

A Lava-Jato continuará avançando e fechando o cerco contra empresas e políticos que utilizaram recursos públicos para fins particulares.

O Banco do Nordeste também é alvo de investigação […] o Ministério Público do Ceará já encontrou fraudes na concessão de empréstimos com valores altíssimos, chegando a R$ 683 milhões.

Há escândalos também na Funasa (Fundo Nacional de Saúde) em vários Estados, com suspeitas de fraudes e superfaturamento em contratos.

Vida longa e saudável para Sérgio Moro!

[Diário do Brasil]


publicidade

  • error: Conteúdo protegido !!