Kim, o assassino, mandou executar 50 pessoas. O motivo? Elas estavam assistindo novelas


Em 2014, 50 pessoas foram fuziladas em execuções públicas na Coreia do Norte

A acusação oficial foi crime contra o Estado […] mas o real motivo foi : assistir novelas.

De acordo com o jornal Telegraph, as vítimas foram acusadas de assistir novelas sul-coreanas, praticar suborno e cometer atos promíscuos.

As pessoas que foram mortas simplesmente adquiriram dvd’s pirateados do país vizinho e foram enquadradas no crime de atos promíscuos.

Nem mesmo os oficiais do Partido dos Trabalhadores (tropas leais ao ditador) escaparam da punição.

Dez militares foram executados.

O Serviço de Inteligência Nacional da Coreia do Sul acredita que as execuções continuam a acontecer.

No país do ditador maluco, todo acesso e qualquer a programas que venham do exterior (incluindo o acesso à internet) são bloqueados e proibidos.

A intenção é manipular e impedir a população de se comunicar com outras nações.



publicidade


error: Conteúdo protegido !!