Jornalista da Globo prega o caos: “Não haverá caminhões do Exército suficientes para transportar corpos”

Patrícia Moraes Carvalho | 19/04/2020 | 10:18 AM | DESTAQUES DB
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Urubus à procura de carniça …

O Brasil, para quem não sabe, é um dos países com maior número de recuperados pelo vírus chinês (estamos entre as 10 nações com maior taxa de recuperação).

Assim que o novo ministro da Saúde conseguir organizar os dados [nº de infectados, mortes, curados], a taxa de fatalidade do coronavírus não passará de 1% … anotem aí esse número … 1%.

Mas tem ‘profissional’ da mídia que prefere pregar o Apocalipse … esses profissionais, que ganham seus 30, 40, 50, 60 mil reais por mês, estão se lixando para o povo … dormem tranquilos em suas residências de alto padrão e podem se dar ao luxo de trabalhar em casa.

Veja o caso da jornalista Eliane Cantanhêde, da Globo News e do Estadão.

Na manhã deste domingo, ela escreveu o seguinte:

“O Brasil ainda não chegou na fase de caminhões do Exército transportando corpos pelas ruas … mas já exibe cenas horripilantes de caminhões frigoríficos à saída de hospitais …”

E ela continua:

” … e quando a pandemia deixar seu rastro macabro na Ásia, Europa e EUA, sossegar no resto das Américas e desabar na África? Não haverá caminhões do Exército nem frigoríficos suficientes e o continente pode se transformar num imenso Guayaquil, cidade do Equador com cadáveres pelas ruas.”

Essa senhora precisa de uma psiquiatra urgente … o único cadáver que ela verá em breve será o da Rede Globo.

 


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.