Intervenção simples e rápida: “Quem estiver armado na rua deve ser declarado inimigo e alvejado”

Após Michel Temer assinar o decreto autorizando intervenção federal na Segurança Pública do Rio, o general Walter Souza Braga Netto foi nomeado responsável pela tomada de decisões e a realização de medidas para combater o crime organizado no estado.

Braga Netto assumiu o Comando Militar do Leste em setembro de 2016.

Augusto Heleno Ribeiro Pereira, General da reserva do Exército Brasileiro e ex-comandante militar da Amazônia, elogiou a escolha do governo e deu sua opinião de como deveria ser uma intervenção ‘pra valer’:

“Eu não quero ensinar o Pai Nosso para o vigário, até porque o General Braga Neto é uma figura sensacional e um militar altamente preparado […] mas na minha concepção eu exigiria uma mudança na regra de engajamento […] o camarada que estivesse armado na rua seria declarado inimigo da sociedade e alvejado

O deputado e presidenciável Jair Bolsonaro também fez questão de destacar sua posição:

“O primeiro ato, se Temer tivesse autoridade moral, seria substituir o atual Ministro da Defesa (Raul Jungmanm), que além de comunista, é desarmamentista.”

Ouça abaixo a fala do General Heleno:



 

publicidade

  • error: Conteúdo protegido !!