Homem diz que seu pai foi sequestrado e torturado por Dilma

Alexandre (esq) – Dilma Rousseff (dir)


“Meu pai foi sequestrado e torturado por Dilma Rousseff. Essa é a verdade”

Segue o relato do advogado Alexandre Rudge Castilho (OAB/SP 162.859):

Meu pai foi sequestrado, torturado e espancado no final dos anos 60.

Sequestrado pela sra. ex-presidente da República Dilma Rousseff e os seus companheiros de terrorismo.

Ele ainda teve o seu veículo roubado pela gangue da sra. Presidente, que posteriormente foi usado para o roubo de dinamites de uma pedreira […] logo em seguida, essas dinamites serviram para o ataque com carro bomba no QG do II exército em São Paulo, resultando na morte de um jovem chamando Mario Kozel Filho, que prestava o serviço militar obrigatório com os seus 18 anos de vida.

A sra. ex-presidente e a sua gangue nunca lutaram pela democracia […] lutavam para implantar a ditadura do proletariado conforme ela mesma afirmava à época.

Ela nunca lutou contra uma ditadura …. ela queria que fosse a ‘ditadura dela’ […] aquela que mata todo e qualquer direito individual do cidadão.

Ela mente quando afirmou que não praticou “crimes de sangue”.

Sequestrou. Roubou. Matou.

Essa é a realidade.


Escrevi esse relato porque escutei inúmeros deputados federais bradando sobre a “honradez” e “pureza” da sra. ex-presidente da República.

Reafirmo: Ela sequestrou, torturou, roubou e matou.

Podem ler na página 16 — 1.° Cad., Jornal do Brasil, quinta-feira, 27-6-68 onde cita o ASSASSINATO e o nome do meu pai como um dos donos dos veículos usados no atentado no QG do II Exército em São Paulo.

Agradeço aos milhares (não imaginava que isto aconteceria) de mensagens de apoio, pedidos de compartilhamento e de amizades que recebi nesses dias, em especial ao colega Emanuel Fonseca pelo resgate do documento histórico.



Fonte: Alexandre Castilho
compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade