Governo Temer negocia liberação de brasileiro preso na Rússia. Em troca, Putin terá parte da USINA ANGRA 3


Em agosto de 2016, um pesquisador brasileiro foi preso na Rússia por carregar em sua bagagem 4 garrafas de ayahuasca, um chá alucinógeno utilizado em terapias e rituais religiosos.

O paraibano Eduardo Chianca foi condenado a seis anos e meio de prisão.

As leis russas são muito rígidas, tanto para seus cidadãos quanto para estrangeiros.

Pois bem … a situação melhorou para o lado do nosso pesquisador.  Mas como?

Leiam abaixo um trecho da notícia publicada hoje na Folha de SP:

Rússia tem interesse em construção de Angra 3, segundo ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes

Aloysio se encontrou com o chanceler russo Sergei Lavrov em Nova York e anunciou que uma empresa russa (leia-se Vladmir Putin) tem tem interesse em participar de uma provável retomada da construção de usina nuclear de Angra 3, no Rio.

Antes de continuar, vale a pena ressaltar um detalhe: A Usina Angra 3 está sendo amplamente investigada pelo MPF e PF por repasses de propinas a políticos, entre eles o presidente Michel Temer.

… continuando o raciocínio

O digníssimo ministro Aloysio declarou:

“Há interesse russo em participar de nosso programa nuclear de Angra 3. Há a hipótese de continuar Angra 3 e a Rússia tem tecnologia para isso.”

Pois bem, o que a Rússia nos ofereceu em troca de participar do enriquecimento de urânio?

Aloysio anunciou que o brasileiro Eduardo Chianca Rocha, 67, que está preso na Rússia desde agosto de 2016 por portar chá de ayahuasca, poderá cumprir o restante de sua pena no Brasil:

“A condenação dele foi reduzida para três anos e me entendi com o Lavrov para que ele possa cumprir a pena no Brasil”, disse o ministro brasileiro.

Nada contra esse pesquisador (uma vida humana vale mais do que qualquer coisa), mas será que o Brasil não tem culhão para negociar a soltura de um preso?

Precisa entregar parte de uma usina?

O Lula tem todos os defeitos, mas jamais teria ficado de ‘quatro’ para os russos”.


 

publicidade


error: Conteúdo protegido !!