General Mourão em 2018: “Vergonha do STF … falta de espírito público, covardia moral e falsidade”

Amanda Nunes Brückner | 28/06/2018 | 8:00 AM | MÍDIA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Primeiro foi o General de Brigada Paulo Chagas, que declarou:

“A Suprema Corte brasileira tem a cara hipócrita da esquerda fabiano/bolivariana que a concebeu em relação incestuosa com os corruptos, de todas as cores, homiziados no Senado Federal.”

Depois foi a vez do General da reserva Luiz Eduardo Rocha Paiva dizer que o STF está com medo de Lula:

“É hora de mostrarmos nossa revolta com o STF. A Corte Suprema está contaminada por pontuais e nefastas ligações ou partidárias, ou ideológicas ou fisiológicas, com prejuízo da imparcialidade e, em consequência, com perda de legitimidade.”

Eis que um terceiro General, Antonio Hamilton Martins Mourão, não se conteve e usou as redes sociais para declarar seu repúdio ao Supremo:

“Ao longo dos últimos 4 anos, pertenci a um colegiado, o Alto Comando do Exército […] jamais vi personalismos, discussões deletérias ou ofensas pessoais, pois ali nosso farol era a tríade Honra, Dever e Pátria.

Ao ver o STF, corte maior de nosso Brasil, sinto-me envergonhado pela falta de espírito público e pela covardia moral, pela linguagem empolada destinada a enganar o homem comum.  pelas falsidades e, principalmente, por observar que uns merecem mais que outros ante os olhos daquele colegiado.”


 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.