Fiscais tentam apreender mercadoria de ambulante. População se une e compra tudo!


Fiscalização disse que o vendedor não poderia vender nada naquele local e acionou a polícia

Leonardo Ferreira Soares, de 42 anos, vendia salgados e sucos na praça Doutor Carlos, no centro de Montes Claros (norte de MG), quando fiscais da prefeitura tentaram apreender seus produtos.

Pessoas que passavam, comovidas com a cena, começaram a comprar todos os produtos de Soares.

O gesto de solidariedade emocionou o ambulante que não se conteve e começou a chorar.

A mãe dele, uma senhora de 75 anos, contou que o sonho do filho é abrir o próprio negócio:

“Ele deseja ter uma padaria ou uma lanchonete pequena para vender as coisas e trabalhar com dignidade.  Os salgadinhos dele fazem sucesso e a única profissão dele é ser vendedor” desabafou.

Dona Maria de Lourdes tem outros seis filhos e contou que há 5 anos Leonardo não consegue um trabalho com carteira assinada:

“Ele mora com a esposa num barracão e paga um aluguel de R$ 350 por mês.”

O dinheiro proveniente das vendas de hoje era para comprar um botijão de gás de R$ 100,00.

“O casal trabalha duro para fazer os salgados, o bolo de mandioca e os sucos” contou dona Maria de Lourdes.

Visivelmente emocionado, o vendedor se explicou:

“O que fizeram comigo foi desumano […]. Parecia que eu era um ladrão. Eu fiquei só chorando. O que mais me incomoda é que para tirar o lixo da praça, não aparece ninguém, mas para tirar um trabalhador veio uma multidão”, disse o ambulante aos prantos.

Ele conta que se mudou de São Paulo para Montes Claros após ficar desempregado (em 2013) e até tentou montar uma lanchonete na cidade:

“Eu tentei mas não deu certo […] ainda fiquei com uma dívida de quase R$ 20 mil, que não consegui pagar até hoje”, explicou Leonardo.



 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!