Fez baderna, ficou preso 30 dias e ganhou “aposentadoria de anistiado”

Patrícia Moraes Carvalho | 04/08/2019 | 9:08 AM | POLÍTICA
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Em abril de 1993, foi publicado no Diário Oficial da União um ato do ministro do Trabalho (Walter Barelli) declarando Lula anistiado político e deu-se entrada no pedido de aposentadoria excepcional de anistiado, pela via administrativa, deferido com data retroativa a 5 de outubro de 1988.

Em 2009, o benefício previdenciário concedido ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como aposentado anistiado foi considerado legal (imagem abaixo) pelo Ministério Público Federal no Distrito Federal. (via Conjur)

Uma representação enviada ao MPF (na época) afirmava que o presidente não poderia receber a aposentadoria porque não teria sido preso durante o regime militar.

Foi constatado que Lula ficou 30 dias preso por conta de sua atuação em uma greve no ABC […] ou seja, ficou 30 dias na cadeia e recebe um benefício mensal há quase 30 anos.

Durante seu depoimento à Justiça de Brasília (no dia 14 de março de 2017), o ex-presidente se confundiu para responder uma simples pergunta feita pelo juiz federal Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal:

“Qual é a sua renda mensal?” questionou o magistrado.

Luiz Inácio disse que não sabia exatamente quanto ganha por mês.


Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.