• busca por palavra (s)
  • “Facebook deveria remunerar os usuários para navegarem em seu site” dizem especialistas

    Faturando bilhões e mais bilhões a cada ano que passa, a rede social de Mark Zuckerberg tem uma única razão pelo sucesso: VOCÊ!

    Sim, você (usuário) é o responsável pelo imenso faturamento do Facebook.

    Entre os meses de julho e setembro de 2016, a receita da rede social foi divulgada e os números alcançaram a cifra de 7 bilhões de dólares (R$ 21,7 bilhões), de acordo com a própria empresa.

    Preste muita atenção nesses números […] em apenas 3 meses, eles faturaram quase 22 bilhões de reais!

    Esse valor é superior à soma do PIB (Produto Interno Bruto) de cerca de 40 países, segundo informação do FMI (Fundo Monetário Internacional).

    O Facebook, com seus 1,8 bilhão de usuários ativos, gera uma riqueza superior a 40 países juntos!


    Quanto Mark Zuckerberg fatura com você?

    Se dividirmos o faturamento anual da rede (algo estimado em torno de 28 bilhões de dólares) pelo número de usuários ativos, chega-se a US$ 15,5 por cabeça (R$ 48,50) – é o que cada usuário gera (em média) de lucro nos 365 dias do ano.

    Obviamente, esse número sobe à medida em que o número de usuários aumenta.

    Dos US$ 28 bilhões faturados pela rede em 2016, cerca de 97% correspondem a publicidade.

    Resumo da ópera:

    Quanto mais vocês navega, posta fotos, endereços, idade, sexo, escolaridade, profissão, atividades , gostos, hábitos, etc … mais o “Tio Mark” enche o cofrinho.

    Todos os seus dados são ‘vendidos’ para os anunciantes da rede social, que podem escolher seu público alvo através se segmentos específicos, segmentados por idade, sexo, escolaridade, profissão, localização geográfica, etc…

    Quando você abre uma conta na rede social de Zuckerberg, automaticamente você autoriza que todas as suas informações pessoais sejam utilizadas pela rede.

    Trocando em miúdos: Você não é apenas um usuário, você é um produto.

    Vamos dar alguns exemplos:

    Se você gosta de viajar, verá diversas propagandas de companhias aéreas quando estiver navegando.

    Caso você seja um estudante, verá anúncios computadores, celulares, cursos profissionalizantes, etc…

    Vamos supor que você esteja noivo (a) […] você verá anúncios de alianças, buquês, salões de festas e por aí afora.


    Tim Wu é um acadêmico norte-americano, professor da Columbia Law School

    O Facebook remunerar os usuários!

    Diversos especialistas (das áreas digitais) defendem que os usuários deveriam ser remunerados de alguma forma.

    Eles alegam que a informação pessoal dos usuários é vital para a venda de publicidade e para a sobrevivência da rede social.

    Tim Wu, professor de direito da Universidade Columbia, em Nova York, disse à revista americana The New Yorker.:

    “A maior inovação do Facebook não é a rede social em si e sim o fato de convencer as pessoas a darem informação gratuita em troca de nada. Se fossemos mais inteligentes e sensatos, teríamos que pedir ao Facebook que nos pagasse”, explica.

    Jaron Lanier, escritor e cientista da computação, também defende que os usuários devem ser remunerados.

    “A informação pessoal de cada usuário deve ser tratada como um bem que merece ser remunerado”

    Ambos concordam que a rede social não é gratuita (assim como é anunciado na primeira página do site).

    “Todos os usuários acabam pagando para usar o Facebook […] não com dinheiro, mas com algo muito mais valioso: suas informações pessoais. Sem essas informações, não haveria lucro e consequentemente a rede social de Zuckerberg estaria fadada ao fracasso” 


     

    publicidade

    error: Conteúdo protegido !!