Exame de sangue (através de picada no dedo) poderá indicar se você tem anticorpos contra o vírus chinês

*** conteúdo exclusivo do Diário do Brasil | se for reproduzir, copiar e/ou colar, favor citar a fonte ***

Guilherme Santiago | 04/04/2020 | 8:14 PM | INTERNACIONAL
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

(NBC) Em breve, os americanos poderão saber se já foram infectados pelo COVID-19 com uma picada no dedo e um smartphone – e sem precisar sair de casa.

Uma empresa de saúde digital de Los Angeles, chamada Scanwell Health, está buscando autorização do governo dos EUA para um kit que permita aos usuários enviar uma imagem digitalizada de um exame de sangue aos médicos por meio de seus telefones.

Dentro de algumas horas, de acordo com a empresa, o usuário saberá se o sangue contém anticorpos para o coronavírus.

“Todo o processo de teste acontece em casa”, diz Jack Jeng, diretor médico da Scanwell, “nenhuma amostra precisa ser devolvida”.

Um resultado positivo do teste significa que um paciente foi exposto ao COVID-19 em algum momento no passado e desenvolveu anticorpos para combatê-lo.

“O teste rápido de sorologia da Scanwell está à procura de anticorpos no sangue. Um resultado positivo significa que você foi exposto ao vírus anteriormente porque leva tempo para o desenvolvimento dos anticorpos”, disse Jeng.

David Kroll, professor de farmacologia da Universidade do Colorado, que trabalhou no teste de anticorpos, explicou que os anticorpos significam que “seu sistema imunológico [lembrou] do vírus a ponto de produzir esses anticorpos que poderiam inativar futuras infecções virais. ”

O que o teste não pode fazer é dizer se você está atualmente doente com coronavírus, se é contagioso, se está totalmente imune – e se está seguro para voltar em público.

Como o teste não pode ser usado como teste de diagnóstico, ele precisaria ser combinado com outras informações para determinar se uma pessoa está doente com COVID-19.

“No entanto, quando combinado com sintomas consistentes com COVID-19, como febre, tosse e dor de garganta, um teste positivo é praticamente um diagnóstico para a doença”, disse Jeng, “é assim que esses testes sorológicos rápidos estão sendo usados ​​na China. . ”

O teste sorológico de Scanwell não é um tratamento. Outras empresas estão desenvolvendo tratamentos com anticorpos nos quais o plasma sanguíneo de pessoas que se recuperaram do COVID-19 é usado para tratar pacientes doentes com o vírus.

Outras empresas, incluindo LabCorp e Quest, também estão desenvolvendo testes para detectar anticorpos, mas aqueles destinados ao uso em hospitais e laboratórios.

Na quinta-feira, o FDA emitiu sua primeira Autorização de Uso de Emergência para um teste rápido de sangue por anticorpos desenvolvido pela Cellex para uso em laboratórios.

O teste de Scanwell também é diferente dos testes diagnósticos de garganta e esfregaço nasal para coronavírus atualmente em uso. Conhecidos como testes de PCR, eles detectam o material genético do vírus.

“O teste sorológico é mais um livro de história, informa se uma pessoa foi exposta ao vírus”, diz Kroll.

Os kits de teste são fabricados pela Innovita, uma empresa de biotecnologia de Pequim, que tem uma parceria exclusiva de três anos nos EUA com a Scanwell.

A Innovita, que Jeng diz ter capacidade para produzir 500.000 kits por dia, distribuiu testes na China, Irã e República Tcheca.

Os testes foram aprovados pela versão chinesa da Food and Drug Administration, mas para uso nos EUA, eles terão que ser aprovados pelo FDA.

A Scanwell se inscreveu no FDA para Autorização de Uso de Emergência e, caso seja aprovado, a população teria acesso ao kit em dois meses, segundo Jeng.


 

compartilhe esse post:
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
Instagram
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.