Ex-presidente da Andrade Gutierrez relata que foi coagido a pagar propinas para Dilma/Temer

Ex-presidente da Andrade Gutierrez confirmou que pagou propina disfarçada de doação oficial à campanha presidencial de 2014

Detalhe: O valor foi pago para a chapa Dilma/Temer

Otávio Azevedo disse que a empresa doaria R$ 10 milhões à campanha de Dilma em 2014, porém teve que dobrar o valor diante das ameaças de Edinho Silva (ex-ministro de Dilma) e Giles Azevedo (ex-assessor de Dilma).

A doação, de acordo com o depoente, servia para manter o “status quo” dos contratos com o governo […] ou seja:

“Caso ele não doasse, corria o risco de perder contratos com o governo federal”

Desse total, R$ 15 milhões seriam oriundos de propina de obras da Usina de Belo Monte.


compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!