• busca por palavra (s)
  • Ex-pistoleiro de Pablo Escobar diz que “Odebrecht é a máfia atual”

    Por sua lealdade a Pablo Escobar, o sicário (assassino profissional) – como ele mesmo se define – foi responsável pela morte direta de 250 pessoas e organizou os assassinatos de outras 3000 mil.

    Jhon Jairo Velasquez, o JJ, também conhecido como Popeye, foi o mentor de 200 ataques de carros-bomba durante a guerra de Escobar pelo Cartel de Medellín, durante o início da década de 80.

    JJ disse que não sentia remorosos pelas mortes – matar era como trabalhar no escritório.

    Atualmente, aos 55 anos, o sicário vive sob proteção de 24 horas (sabe-se lá quem o protege) em um lugar secreto.

    Resumindo … o cidadão é um assassino confesso de mais de 3000 pessoas e hoje é uma estrela ‘virtual’ – escreveu livros, vendeu direitos de imagem para a Netflix, tem um canal no Youtube (que o paga pelas visualizações), possui facebook, twitter, instagram, etc … e ainda vive com proteção 24 horas.

    OS PLANOS POLÍTICOS DE JJ

    Não bastasse ser uma ‘estrela’ no mundo virtual (algo que dá vontade de vomitar), Popeye ainda diz que tem planos para o futuro.

    O sicário quer ser senador na Colômbia […] mas ele faz algumas ressalvas:

    “Quero ser um político honesto. Eu não quero ganhar 60 bilhões de pesos (algo em torno de 20 milhões de dólares) de um empreiteiro … que é a máfia atual … Odebrecht […] e depois o empreiteiro me procura no senado e diz que precisa de um contrato”.

    Não precisamos dizer mais nada, não é?

    Deu pra entender no tamanho do rolo que os brasileiros se meteram?

    Chegamos ao ponto de um dos maiores assassinos do mundo dizer que ‘não quer se envolver com uma empreiteira brasileira’.


    *** fonte: documentário Alias JJ, la celebridad del mal | Netflix ***



     

    publicidade


    error: Conteúdo protegido !!