Ex-governador tucano cai nas mãos de Sérgio Moro

Beto Richa foi citado nas delações premiadas de dois ex-executivos da Odebrecht

Sérgio Moro assumiu as investigações da Operação Lava Jato sobre o ex-governador do Paraná, Beto Richa (PSDB).

O magistrado determinou que a PF abra um inquérito contra Richa para apurar se houve favorecimento à Odebrecht na licitação da rodovia PR-323, no Paraná, e deu trinta dias para que, tanto a PF quanto o MPF, dêem continuidade às investigações.

No último dia 26, o STJ determinou o envio das investigações para Moro e também para a Justiça Eleitoral do Paraná […] o caso corre em segredo de Justiça.

Moro disse (no despacho) que “ainda no desdobramento das investigações, foi descoberta a existência, no Grupo Odebrecht, do Setor de Operações Estruturadas, de realizar pagamentos não-contabilizados, entre eles de vantagem indevida a agentes públicos”.

Dois delatores (ex-executivos da Odebrecht) confirmaram que Richa recebeu ao menos R$ 2,5 milhões como caixa dois para campanha eleitoral.

Benedito Júnior, um dos delatores, disse ao MPF que os valores foram lançados como despesas no projeto de duplicação da PR-323, projeto em que a Odebrecht atuou.


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!