Em depoimento ao TSE, João Santana diz que nome de Temer era associado ao ‘encardido’

O marqueteiro João Santana (que ficou milionário às custas do dinheiro público desviado pelo PT) detalhou ao TSE alguns detalhes ‘sinistros’ sobre o vice-presidente (ops….) presidente Michel Temer.

De acordo seu depoimento, Temer o questionou (durante a campanha presidencial) porque ele aparecia tão pouco nas propagandas da chapa PT/PMDB.

O marqueteiro não pensou duas vezes e respondeu:

“Vou abrir o jogo […] algo me surpreende. O senhor é acusado de satanismo”, declarou ao TSE.

Santana explicou que, durante sua juventude, ele teria estudado ocultismo e o nome de Temer era visto como um ‘elo com o encardido’:

“Talvez seja seu nome […] Michel foi um satanista francês muito conhecido no século 19 […] talvez seja isso” disse Santana para Temer em 2014.

O marqueteiro também alegou que o nome do vice (e atual presidente) estava sempre ligado a teses de adoração do diabo, o que afugentava afugentava os eleitores.

Michel Temer chegou a aparecer em público para afirmar que tudo não passava de boato.


(informações de Larissa Borges, da Veja)

publicidade


error: Conteúdo protegido !!