• busca por palavra (s)
  • “Em 2045, a vida como conhecemos irá acabar” diz chefe de engenharia do Google


    A inteligência artificial irá se equiparar à inteligência humana em 2029

    “A vida como conhecemos irá acabar em 2045”

    A frase acima foi dita por Ray Kurzweil, chefe de engenharia do Google, e não se trata de uma teoria conspiratória.

    Segundo Ray, o trabalho que está sendo executado neste momento irá “mudar a natureza da humanidade.”

    Nos tempos atuais, a Inteligência Artificial está limitada apenas a assistentes de voz, que aprendem com os humanos.

    Um futuro próximo prevê que a IA Geral (na qual robôs e humanos serão iguais) as máquinas serão mais inteligentes e mais fortes que os seres humanos […] o que antes era roteiro de filme de ficção se transformará em realidade.

    Usuários de sistemas operacionais poderão fazer o “upload de sua própria consciência” até o ano de 2029.

    Máquinas serão tão poderosas (ou mais) quanto o cérebro humano e a evolução continuará em um ritmo frenético.

    De acordo com o Google, a SIA (Super Inteligência Artificial) deverá surgir a partir de 2045.

    FUTURO SOMBRIO?

    Diversas teorias sobre o que isso poderá significar já foram divulgadas e algumas são assustadoras.

    “Estamos projetando nossa própria desilusão […] quando a inteligência artificial atingir a maturidade, estaremos decretando o fim da vida”, disse o filósofo Slavoj Zizek.

    “O conceito de ser humano irá mudar. Sabemos que a tecnologia não se sustenta sozinha, mas ela destruirá a definição de relacionamentos e família. O conceito de certo e errado não mais existirá. O mundo se tornará uma bagunça generalizada comandada por máquinas. Os seres humanos trairão uns aos outros e se odiarão mutuamente […] basta ver o que as redes sociais já estão promovendo nos dias de hoje.” , complementou.

    A sociedade precisará se equiparar à tecnologia […] caso isso não aconteça, nos tornaremos uma sociedade humana irrelevante e inútil.

    Stephen Hawking, um dos cientistas mais brilhantes de todos os tempos, diz que não é otimista em relação ao futuro da humanidade:

    “A inteligência artificial que temos até agora é relativamente inofensiva […] como um computador que vence um humano num jogo de xadrez, por exemplo. Com o desenvolvimento da A.I. , não há como prever como ela irá se organizar. A tecnologia poderá ser mais inteligente que os mercados financeiros e inventará mais que os pesquisadores humanos, manipulará líderes e criará armas de destruição em massa que sequer entenderemos”.

    Uma outra teoria garante que, se conseguirmos fazer o upload de nossa consciência, não será mais necessário possuir um corpo físico […] máquinas terão consciência e os seres humanos serão meros coadjuvantes.

    A humanidade ficará para trás enquanto e a IA infinita irá explorar a Terra e o Universo sem que haja a necessidade da intervenção humana.



    MÁQUINAS ELIMINARÃO OS HUMANOS

    Uma teoria alternativa (e mais assustadora) prevê que as máquinas perceberão a natureza destrutiva dos seres humanos e farão de tudo para garantir sua sobrevivência.

    O resultado? Haverá um ‘extermínio em massa’ da vida humana […] isso poderá acontecer porque nós (seres humanos) temos um DNA de destruição que as máquinas não têm.

    “O ritmo de inovação e seu impacto na população está crescendo a passos largos. Basta observar o efeito que o Facebook conseguiu em poucos anos de sua existência. Se uma simples rede social conseguiu mudar nossos hábitos, imagine o que poderá fazer uma máquina que pensa e age por si própria”, disse a chefe global da empresa Accenture.


    O FIM DA HUMANIDADE E O SURGIMENTO DE NEO-HUMANOS NO PLANETA

    ***  A palavra neo vem do grego, e quer dizer novo, atualizado ***


     

    publicidade

    error: Conteúdo protegido !!