“Ele se aposentou por causa de ameaças do Mensalão” diz ex-chefe de gabinete de Barbosa

Em julho de 2014, aos 59 anos, Joaquim Barbosa deixava o STF para se aposentar

“Alma leve. E aquilo que é fundamental para mim: o cumprimento do dever” disse Barbosa, alegando motivos pessoais para deixar a Suprema Corte.

Pouco tempo depois, a verdade veio à tona: o ministro estava sendo ameaçado constantemente através das redes sociais, emails, telefonemas e até em locais públicos.

O motivo? O julgamento do Mensalão.

Sílvio Albuquerque, diplomata e ex-chefe de gabinete de Barbosa, declarou o seguinte:

“Ele chegou ao seu limite, não aguentava mais. Havia ameaças de morte, com telefonemas para o gabinete e a casa dele, com frases covardes como: ‘Sua hora está chegando” relatou o diplomata.

Barbosa poderia ter permanecido no STF até 2024, visto que a aposentadoria compulsória se dá quando os ministros completam 70 anos.

Na época, a Secretaria de Comunicação do Supremo informou que as razões da aposentadoria de Barbosa eram de “foro íntimo”.

Precisa dizer o nome do partido que ‘abrigava’ os meliantes que ameaçaram Barbosa?


 

 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
WHATSAPP
publicidade