• busca por palavra (s)
  • Eduardo Cunha, o novo aliado do PT, legisla em causa própria e adia sua cassação

    Eduardo Cunha (PMDB-RJ), abriu hoje (19) a Ordem do Dia no plenário e determinou que todas as comissões que estivessem funcionando fossem suspensas

    Com a decisão, a reunião do Conselho de Ética que analisa o parecer preliminar pela cassação contra Cunha foi encerrada.

    “Qualquer comissão que esteja funcionando está funcionando de forma irregular e toda e qualquer deliberação é nula”, disse Cunha.

    Numa clara manobra para evitar que o Conselho de Ética volte a se reunir ainda nesta hoje, Cunha firmou que a ideia é levar as votações de hoje em plenário até às 18h.

    Geralmente, as sessões de quinta-feira são encerradas no início da tarde, para que os parlamentares possam retornar para seus Estados, ou seja, Cunha manobrou ardilosamente para que o parecer pela sua cassação passe para a próxima semana.

    Cunha é acusado de mentir à CPI da Petrobrás, em março, ao afirmar que não tem contas no exterior.

     

    publicidade


    error: Conteúdo protegido !!