Dono da empresa Dolly é preso por fraude de R$ 4 bilhões

Operação GEDEC foi criada pelo MP de SP, Procuradoria-Geral do Estado e a PM para combate a organizações criminosas e lavagem de dinheiro

O dono da empresa de refrigerantes Dolly, Laerte Codonho, foi preso pela PM na manhã de hoje (10) em Cotia,SP.

Investigações apontam que Laerte cometeu fraude fiscal, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

O G1 informou que o empresário teve a prisão temporária decretada […] ele foi preso em sua casa.

As fraudes ultrapassam a quantia de R$ 4 bilhões.

De acordo com a Justiça, A Dolly demitiu funcionários e os recontratou em outra empresa com o objetivo de fraudar o INSS.

Foram apreendidos 2 helicópteros e um carro de luxo.

Anote aí uma curiosidade: O deputado federal Celso Russomano (PP/SP), parlamentar mais votado do país nas eleições de 2014, é sócio de Laerte.


 

compartilhe esse post:
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
Twitter
whatsapp
publicidade


  • error: Conteúdo protegido !!